Reportagem

“Ninguém traz escrito na testa: sou terrorista”

Na segunda reportagem da série Um Olhar sobre o Paquistão mostramos como um grupo de psicólogas está a reintegrar crianças treinadas pelos taliban para serem homens-bomba. Em nove anos, o número de vítimas mortais de atentados no Paquistão passou de mais de 11.700 para 600.

Foto
Baker Aytani

Um dia, Feriha Peracha saiu do seu gabinete, viu um lindo rapaz ao pé de uma árvore e perguntou se podia ajudá-lo. Ele disse-lhe que não. A psicóloga insistiu: o que é que gostaria? Queria falar com Ronaldo, respondeu-lhe. A paquistanesa não tinha ideia de quem era Ronaldo. O miúdo olhou-a com um certo ar de desprezo: “Se me apresentar o Ronaldo, eu faço o que quiser.”