A Revolução revive-se no Terreiro do Paço em espectáculo de video mapping

Em Lisboa, as Memórias de Abril revelam-se em luz e som de 24 de Abril a 1 de Maio.

Fotogaleria
DR/OCubo
Fotogaleria
DR/OCubo
Fotogaleria
DR/OCubo
Fotogaleria
DR/OCubo
Fotogaleria
DR/OCubo
Fotogaleria
DR/OCubo
Fotogaleria
DR/OCubo
Fotogaleria
DR/OCubo
Fotogaleria
DR/OCubo
Fotogaleria
DR/OCubo
Fotogaleria
DR/OCubo

As comemorações do 25 de Abril em Lisboa incluem um novo espectáculo luminoso no Terreiro do Paço assinado pelo atelier OCubo, que ainda há pouco, em Março, mostrava no mesmo local um show sobre Macau e se prepara para, em Maio, ocupar as Ruínas do Carmo com Lisbon Under Stars.

“Memórias de Abril” é um “espectáculo de video mapping imersivo a 270º” que “pretende levar o público numa viagem ao passado”, resume-se na apresentação do projecto. Serão exibidos “os momentos que antecederam a Revolução”, para que se possa “recordar o dia em que tudo aconteceu e os dias quentes que lhe sucederam”

No programa, incluem-se “episódios como o golpe de Estado, a ditadura e a guerra colonial, à qual se seguiu o golpe militar”, ouvir-se-á a Grândola de Zeca Afonso, será retratada a “história dos cravos, o atribulado ano de 1975 e a vitória da Liberdade”, sublinha-se. 

As sessões, de 24 de Abril a 1 de Maio, estão marcadas para as 21h, 21h30 e 22h.

Na noite do dia 24, a praça é também palco de um concerto de Fausto.