,Carro
Reuters/CHINA STRINGER NETWORK

Diesel e gasolina quase empatados. Fabricantes pedem mais apoio para carros eléctricos

Em Março, quotas de carros a diesel e a gasolina ficaram separadas por 0,8 pontos percentuais. É uma boa notícia? A indústria teme mais emissões de CO2, como aconteceu em 2017. Os ambientalistas aplaudem a escolha dos portugueses.

Dos 28.090 automóveis ligeiros (comerciais e passageiros) vendidos em Portugal em Março de 2019, 45,4% têm um motor a gasolina e 46,2% um motor diesel. É uma diferença mínima, de 0,8 pontos percentuais, com vantagem para o gasóleo, num mercado marcado pela contracção no primeiro trimestre. Porém, se expurgarmos desta conta os 3190 carros ligeiros comerciais (99,9% são a gasóleo), torna-se evidente que se consumou a viragem nos ligeiros de passageiros, já verificada pelos números de Fevereiro: 51,2% de quota para a gasolina, 39,3% para o gasóleo e 8,6% para eléctricos, plug-in e híbridos eléctricos.