A Melhor Patanisca Lisboeta é a da chef Marlene Vieira

Concurso realizou-se no festival Peixe em Lisboa e o júri foi presidido por Maria de Lourdes Modesto.

Foto
As pataniscas vencedoras DR

Reza a tradição que as pataniscas lisboetas devem ser “achatadas, com ausência de gorduras excessivas” e terem “consideráveis lascas macias de bacalhau”. Além de saborosas, claro. Estes e outros predicados fulcrais deram a vitória esta segunda-feira à chef Marlene Vieira na competição A Melhor Patanisca Lisboeta, incluída no festival Peixe em Lisboa.

A chef do restaurante Panorâmico, no TagusPark de Oeiras, e também com espaço no Time Out Market, Mercado da Ribeira em Lisboa, sagrou-se a cozinheira da melhor patanisca de bacalhau entre os nove finalistas a concurso. O 2.º prémio foi para o restaurante Varanda (Hotel Mundial) e o 3.º para o Clara Jardim, ambos em Lisboa.

PÚBLICO -
Foto
Marlene Vieira com as suas pataniscas DR

O júri da iniciativa, já em 3.ª edição, foi presidido por Maria de Lourdes Modesto e composto por Virgílio Gomes, gastrónomo e criador do concurso, Bernardo Alves da empresa Riberalves, os chefs Pedro Sommer Ribeiro e Justa Nobre, e Isabel Zibaia Rafael, autora do blogue Cinco Quartos de Laranja. Os jurados avaliaram as pataniscas em “prova cega”, sem saber quem era o autor de cada uma, atribuindo pontos de 0 a 10 quanto a aspecto, sabor e consistência do interior, equilíbrio entre os ingredientes, ausência de gorduras excessivas e sabor global.

Na competição, estavam também os restaurantes D’ Bacalhau (vencedor no ano passado) e Casa do Bacalhau (que venceu a 1.ª edição), Sem Dúvida, Taberna da Rua das Flores, Casa da Comida e Panorama (Hotel Sheraton).

O festival Peixe em Lisboa, dedicado à gastronomia do mar, decorre no Pavilhão Carlos Lopes até dia 14 de Abril.