Passe único: foram emitidos quase 35.000 novos cartões Lisboa Viva em Março

A entrada em vigor dos novos passes Navegante e o fim dos passes passes locais levaram a um aumento dos pedidos de emissão dos cartões Lisboa Viva.

Foto
Rui Gaudencio

Com o anúncio dos novos títulos Navegante, o número de pedidos de emissão de novos cartões Lisboa Viva também aumentou​. Durante o mês de Março — mês em que foram anunciadas as novas modalidades de passe social, a 30 e 40 euros — emitiram-se “cerca de 34.800 cartões Lisboa Viva”, avança a OTLIS, entidade que gere o sistema de bilhética na grande Lisboa. Este é um “aumento de 42,7% face ao período homólogo”, completa aquela fonte questionada pelo PÚBLICO.

Nem todos serão novos utilizadores — as renovações também são responsáveis por uma percentagem dos cartões emitidos, assim como o fim dos passes locais, que deram lugar ao cartão único Lisboa Viva —, mas estes números indicam um aumento da procura dos transportes públicos da grande Lisboa, comparando com Março de 2018. 

Os números avançados por Fernando Medina, presidente da Câmara Municipal de Lisboa e da Área Metropolitana de Lisboa, completam o cenário e reflectem o aumento da procura: pelo menos 70 mil pessoas compraram os novos títulos Navegante até ao primeiro dia do mês de Abril. Os novos Navegante começaram a ser vendidos a 26 de Março. “Sete milhões de pessoas ganharam hoje [esta segunda-feira] um direito. Foram vendidos mais 70 mil títulos Navegante em Março de 2019 do que em Março de 2018”, disse.

Os novos passes Navegante Municipal e Navegante Metropolitano entraram em vigor no dia 1 de Abril e têm um preço fixo de 30 e 40 euros, respectivamente. Com o Navegante Municipal (30 euros), os utentes passam a poder circular em todos os transportes dentro de um município. Com o Navegante Metropolitano (40 euros), pode circular-se em todas as empresas de transportes da área metropolitana de Lisboa.

A medida foi referida pela primeira vez ​em Setembro de 2018, numa entrevista de Fernando Medina ao Expresso, mas a ideia só começou a ser materializada meses mais tarde. Os passes eram mesmo para avançar: a confirmação surgiu no início de Março. No entanto, só se começou a saber mais sobre os novos Navegante em meados do último mês, quando arrancou oficialmente a campanha de comunicação nos vários municípios da Área Metropolitana de Lisboa.