Spotify testa oferta premium para dois

O serviço de streaming de música planeia comercializar um plano premium para duas pessoas, por um preço entre o plano pessoal e o familiar.

Foto
Reuters/CHRISTIAN HARTMANN

O Spotify está a testar junto de alguns utilizadores na Colômbia, Chile, Dinamarca, Irlanda e Polónia um plano premium para duas pessoas a 12,49 euros por mês. O Spotify Premium Duo, explica o The Verge, também está a oferecer uma playlist automaticamente gerada pelos dois utilizadores. Outra das funções é a partilha rápida de outras listas de música entre ambos.

Uma subscrição individual do Spotify Premium custa 6,99€ no mercado português, enquanto a assinatura familiar (para um máximo de cinco pessoas) custa 10,99€. Caso o Spotify Premium Duo chegue a Portugal, poderá estar disponível a um preço apelativo.

A empresa sueca ainda não informou quando é que vai expandir geograficamente esta oferta.

À semelhança do que acontece com a opção familiar, este novo plano continua a exigir que as duas pessoas residam na mesma morada — uma condição que consta dos Termos e Condições do serviço de streaming.

Spotify controla os dados dos utilizadores?

Muito se tem especulado nos últimos anos sobre como é que o Spotify regula as informações sobre os seus utilizadores, especialmente a morada, dado que permite accionar as funcionalidades dos serviços premium para famílias, e agora para este Duo. Ambos obrigam que todos tenham a mesma morada para que seja possível usufruir de música sem interrupções.

No ano passado, vários utilizadores registaram um pedido de acesso do Spotify aos dados GPS dos telemóveis, permitindo o acesso à localização do dispositivo (logo, do utilizador). As reclamações foram muitas e a empresa acabou por explicar que se tratavam apenas de “testes” para melhorar o serviço e anunciou em Dezembro de 2018 que parou de utilizar dados GPS para confirmar a localização dos utilizadores que se uniam para adquirir o Spotify Family.

Contudo, essa manobra que permitia aferir se os subscritores de um plano familiar viviam debaixo do mesmo tecto desagradaram os utilizadores — nomeadamente as famílias que não vivem na mesma casa — ao ponto de fazer cair 12% as subscrições do serviço em 2018. 

Num recente pedido de assistência ao Spotify, a partir do seu fórum de ajuda, uma utilizadora de Singapura questiona se a filha que vai estudar para fora, nos Estados Unidos, pode continuar a fazer parte do plano familiar do serviço de streaming. A resposta de um representante legal da empresa continua a ser “não": todos os membros do Spotify Family têm de estar inscritos com a mesma morada.​

É conhecido pela sua política de privacidade que o Spotify recolhe dados sobre os seus utilizadores via Facebook, um dos principais meios de acesso ao serviço de streaming, e também do provedor de Internet (Wi-Fi ou rede móvel).​

O Spotify Family permite que exista um membro principal a pagar por inteiro o valor da subscrição mensal (10,99€ em Portugal) que pode receber até cinco pessoas no plano, cada uma com a sua respectiva conta, sob convite. Este anfitrião poderá expulsar membros do plano e convidar outros.

Sugerir correcção