Na nova gelataria de Lisboa todos os gelados vão saber aos Açores

Quinta dos Açores abre loja ao Cais do Sodré apostando nos ingredientes açorianos. E há alguns gelados de culto, do maracujá à queijada ao chocolate com queijo de São Jorge.

Foto

Nasceram na Ilha Terceira, expandiram-se até São Miguel e até já tinham chegado a Lisboa, embora, no caso, apenas com presença em algumas grandes superfícies. Agora, os gelados da Quinta dos Açores preparam-se para ter casa própria junto ao Cais do Sodré. 

As obras estão a ser ultimadas e a loja tem abertura marcada para dia 1 de Março: vai ficar localizada no número 242 da Rua de São Paulo.

Nas ilhas, tanto na Terceira como em São Miguel, os espaços da Quinta dos Açores são ao mesmo tempo gelataria e restaurante, mas para esta primeira loja em Lisboa, as proprietárias preferiram apostar nas “estrelas da companhia”: os gelados feitos com leite e nata das vacas dos Açores.

A Quinta dos Açores, embora com tal denominação só tenha nascido como projecto em 2012, tem um longo historial familiar, tendo crescido a partir de um pequeno negócio agrícola criado por Francisco Barcelos nos finais dos anos de 1970 na Terceira. Hoje em dia, são as suas filhas – Telma, Helga e Diana – que estão à frente do negócio, 

Agora, a partir de Março, será possível saborear as criações geladas da Quinta dos Açores em gelataria própria alfacinha. Alguns do gelados mais afamados evocam o igualmente icónico bolo da ilha, o D. Amélia, da pastelaria o Forno.

Além dos esperados leite, nata, baunilha ou morango, há também outras atracções já de culto para muitos fãs dos gelados, casos do ananás ou do maracujá, além de reais e genuínos sabores açorianos como o gelado com Queijada da Graciosa ou de chocolate com Queijo de São Jorge.