Secretária de Estado do Turismo desafia grupo Alibaba a usar Portugal como “cobaia”

Ana Mendes Godinho encerrou hoje a primeira conferência do grupo chinês em Portugal, em que foi formalizada um “acordo de desenvolvimento estratégico” entre a AICEP e o Alibaba

Foto
Enric Vives-Rubio

A Secretária de Estado de Turismo, Ana Mendes Godinho, desafiou hoje o grupo chinês Alibaba – conglomerado que tem hoje 601 milhões de consumidores activos – a usar o território nacional como teste para o resto da Europa.

“Portugal está a ser cada vez mais o lugar, o país, não só para visitar, como para investir, para viver, mas também, diria, para testar produtos e como porta de entrada da Europa. Por isso, por favor, usem-nos, como porta de entrada, como cobaias [“guinea pig”,sic] para testar a forma de entrarem na Europa”.

A governante encerrou esta quinta-feira, 29 de Novembro, a primeira conferência oficial do grupo Alibaba em Portugal, que decorreu durante a manhã no Museu do Oriente, em Lisboa. No encontro foi subscrita uma parceria estratégica entre a AICEP e o grupo chinês - por Luís Castro Henriques e João Dias, respectivamente presidente e vice-presidente da AICEP e por Rodrigo Cipriani Foresio, director geral do grupo Alibaba para Itália, Espanha, Portugal e Grécia e Kevin Liu, “country manager” da Alibaba Cloud para o sul da Europa. O acordo contempla que a agência institucional portuguesa para o investimento e promoção externa de Portugal apoie “empresas portuguesas a exportarem via Alibaba” para o mercado chinês.

“Nós queremos crescer mais, sabemos que podemos crescer muito mais”, disse Ana Mendes Godinho, “e foi por isso que reforçámos a nossa equipa na China, para aprofundar [a presença portuguesa] no mercado chinês”. A secretária de Estado do Turismo recordou os passos mais recentes: “temos várias parcerias com operadores chineses online e offline; temos o exemplo da página online da Fliggy [portal de viagens e turismo do grupo Alibaba] dedicada a Portugal, mas também tornámos mais fácil, por exemplo, a compra de produtos portugueses, sobretudo através do e-Tax Free, que lançámos este ano, que torna mais fácil comprar produtos em Portugal, e que pode ser usado também com a Alipay [sistema de pagamentos do grupo Alibaba, que tem agora uma parceria com o Millennium BCP]”. “Esta é, também, uma forma de ajudar os turistas chineses que vêm a Portugal”, sublinhou.

Ana Mendes Godinho foi mais clara, para uma audiência de empresários, gestores da banca e jornalistas. Falando directamente para Terry von Bibra, director-geral do grupo Alibaba para a Europa, a governante portuguesa pediu:  “O meu desafio seria: por favor, façam de nós um país de teste, de piloto para testar Europa”.

Desvendando um pouco no que a parceria estratégica hoje firmada pela AICEP e pelo Alibaba poderá culminar, afirmou” vamos fazer esta plataforma dedicada a Portugal com a Alibaba com esta abordagem global, não só em turismo, não só em comércio, mas integralmente, fazendo a imagem e a marca Portugal uma marca importante no Alibaba”.

“Penso que o ecommerce e o digital são agora o que as rotas marítimas eram há 500 anos. Por isso, usem-nos, nós fomos os exploradores, vocês estão a ser os exploradores [agora] - vamos fazer esta joint-venture e usemos o melhor que temos da Alibaba e de Portugal” . Acredita a secretária de Estado do Turismo português que “daqui a um ano estarão a dizer que Portugal é um case study de como colocar toda a indústria em conjunto, vendendo em conjunto, sob uma grande marca-chapéu que é Portugal”. “Portanto Terry [von Briba], contem connosco, nós estamos cá para vós” e “faremos tudo para que isto aconteça”.