Sete ideias para sair esta semana

Voltamos à escola, comemos chocolate, apanhamos cogumelos e andamos numa animação natural. Entre cães e gatos, até vale ficar com a mosca.

Foto
DR

Lição de história na aldeia

Tomar - Linhaceira
Dia 10 de Novembro

"A Comissão Construtora do Edifício Escolar da Linhaceira tem a honra de convidar V. Exa. a estar presente nas comemorações do centenário da sua abertura, que terão lugar daqui a cem anos (...), após o que regressaremos de forma festiva a este histórico ano de 1918". A graça do convite vem de uma aldeia nos arredores de Tomar que decidiu celebrar o centenário da inauguração da sua primeira escola – construída pelos próprios habitantes – com a recriação de uma aula de então. Aos linhaceirenses e visitantes pede-se que trajem a rigor para criar o ambiente – até porque, depois da lição, a festa Linhaceira Vintage continua com a reconstituição de um dia daquela época, com os seus ofícios e jogos populares, mercadores e artistas, sabores e bailarico, tabernas e carroças. Quem quiser ficar para o dia seguinte pode contar com mais animação na Feirinha de São Martinho.
Horário: às 15h.
Grátis

 

PÚBLICO -
Foto
Câmara Municipal de Grândola

O chocolate é quem mais ordena

Grândola - Parque de Feiras e Exposições
Até 11 de Novembro

Bombons, bombocas, crepes, fondues, bolos, licores, pizzas e fogaças fazem parte do rol de gulodices servidas na Feira de Chocolate de Grândola. A 12.ª edição junta mais de 60 expositores. O ingrediente é também estrela de esculturas, show cookings, actividades para crianças e animação por conta de gigantones e personagens como o Bobo de Chocolate, o Marionetista Chocolateiro Gigante ou o Choco Louco. Também por lá passa o Rouxinol Faduncho – Marco Horácio em modo fadista, devidamente acompanhado pelos seus músicos e o seu cão de loiça –, para dar música (e humor) à noite de sábado. Domingo é o último dia da feira e aquele em que ela ganha mais um aroma: o das castanhas do magusto. Até lá, é ainda possível embarcar na quinzena gastronómica que tem andado a servir em 17 restaurantes do concelho Ementas com Chocolate e São Martinho.
Horário: sábado, das 11h às 24h (concerto às 22h); domingo, das 11h às 20h.
Bilhetes a 1,50€

 

PÚBLICO -
Foto
Still de Mais Um Dia de Vida

Projecções animadas

Espinho - Centro Multimeios, Biblioteca Municipal José Marmelo e Silva, FACE – Fórum de Arte e Cultura de Espinho e Casino Espinho
De 12 a 18 de Novembro

Espinho volta a assumir-se como capital do cinema de animação. O Cinanima, festival internacional dedicado ao género, entra na 42.ª edição com um total de 375 filmes em cartaz, oriundos de 43 países. As honras de abertura são feitas por Mais Um Dia de Vida. Realizado por Raúl de la Fuente e Damian Nenow, e estreado em Cannes, é uma adaptação do livro homónimo em que o repórter de guerra Ryszard Kapuscinski relatou a Guerra Civil de Angola. A Sérvia também está no mapa do festival, com uma retrospectiva de homenagem a um mestre da animação do país: Nikola Madjak. Outra secção não competitiva em destaque é Animação no Feminino, com curadoria de Regina Pessoa. Fora da tela, o Cinanima propõe masterclasses, oficinas, conversas, exposições e outras actividades.
Bilhetes a 3,50€/sessão

 

PÚBLICO -
Foto
Pavilhão do Conhecimento

Como cão e gato

Lisboa - Pavilhão do Conhecimento
Até 8 de Setembro

Há milhares de anos que vivem nas nossas casas. Mas será que os conhecemos bem? Falamos de cães e gatos. Não é preciso separar nem escolher; vão juntos na exposição que a Cité des Sciences et de l'Industrie de Paris produziu e que o Pavilhão do Conhecimento está a acolher. O objectivo é que toda a família possa ver o mundo pelos olhos dos animais de estimação. Quarenta e sete módulos interactivos permitem comparar a nossa agilidade com a deles, jogar um "quem é quem" especial, descobrir que emoção é expressa por um determinado miado ou latido, distinguir raças, perceber as diferenças de "estatuto social" de que cães e gatos gozam globo fora, entrar em simuladores de experiências sensoriais e até mergulhar numa megamalga. Quando dizemos que Cães e Gatos é para toda a família, não estamos a exagerar: em certos dias, é possível levar os amigos de quatro patas (cães no primeiro domingo do mês, gatos no segundo) para participar em workshops e até para apreciar uma minigaleria de arte à altura dos seus bigodes.
Horário: terça a sexta, das 10h às 18h; sábado, domingo e feriados, das 11h às 19h. Encerra nos dias 24, 25 e 31 Dezembro e 1 Janeiro.
Bilhetes a 9€

 

PÚBLICO -
Foto
DR

Sobreviventes com a mosca

Lisboa - Teatro Ibérico
De 14 a 17 de Novembro

Concentrado num bunker, um grupo de sobreviventes de uma catástrofe não identificada enfrenta uma nova ameaça. Uma ameaça que, apesar de minúscula, é suficiente para alterar por completo as dinâmicas entre eles, gerar pânico, criar o caos e, no limite, encarar a morte como solução. Tudo começa quando naquele espaço, até então seguro e blindado, entra uma mosca… É esta a premissa da nova criação do Projecto Ruínas, uma peça dirigida por Francisco Campos e interpretada Sofia Vitória, Susana Blazer, Francisco Campos e Zé Bernardino. Depois da estreia em Montemor-o-Novo (onde pode ser vista até dia 10 de Novembro, às 21h30, por 3€), a Mosca voa em direcção a Lisboa.
Horário: às 21h30.
Bilhetes a 10€

 

PÚBLICO -
Foto
Still de Island

Natureza em imagens

Vila Real - Teatro de Vila Real e outros locais
Até 25 de Novembro

Chama-se Island, chega da Turquia e regista os hábitos de uma comunidade de andorinhas-do-mar numa ilha ao largo de Istambul. Realizada por Kadir Dabak, é uma das obras em exibição no festival de curtas-metragens que Vila Real recebe entre os dias 12 e 16 de Novembro. Preenchido por 45 obras escolhidas entre mais de 1300 de todo o mundo, é um momento alto do FIIN - Festival Internacional de Imagem de Natureza. Criado no ano passado com a missão de "trazer a debate a importância da imagem na promoção, preservação e conservação de um património de todos nós, o património natural", reinveste em três ramos de alcance: para além do cinema, a fotografia e o desenho. O programa distribui-se por exposições (que ficam patentes até 28 de Dezembro), workshops diversos (ilustração científica, fotografia criativa, desenho de campo…) e um encontro de fotógrafos e cinegrafistas (dias 17 e 18 de Novembro).
Grátis (alguns eventos requerem inscrição)

 

PÚBLICO -
Foto
Helena Colaço Salazar

Para colher e comer

Fundão - Aldeia do Alcaide
De 16 a 18 Novembro

Pátria de boas cerejas, o Fundão é também terra fértil em cogumelos. E, graças ao festival Míscaros, é há uma década ponto de encontro de colectores, apreciadores, cozinheiros, provadores e curiosos. Concentrado na aldeia do Alcaide, onde estão montadas cerca de 60 tasquinhas típicas, é simultaneamente uma grande mostra de cogumelos e uma jornada para perceber quais e como podem ser confeccionados – este ano, com a ajuda de chefs como Chakall, Joe Best, Mário Rui Ramos ou o jovem João Mata. É também uma oportunidade para percorrer as encostas da serra da Gardunha em passeios micológicos, de cesta na mão e a aprender com guias que conhecem bem este património. Mas o Míscaros é acima de tudo uma grande festa popular, que envolve as gentes locais, divulga outras especialidades da região e leva à rua animação diária. O ponto alto do convívio é o já habitual grande almoço domingueiro, com arroz de cogumelos. À espera dos mais pequenos está um espaço especial: a Miscolândia, onde a diversão vai de mãos dadas com a sensibilização ambiental.
Entrada livre