Nike escolhe Kaepernick para ser rosto da campanha Just Do It

O primeiro jogador a ajoelhar-se durante o hino contra a injustiça racial é uma das caras escolhidas para os 30 anos da campanha da Nike. Trump mostrou-se contra os protestos durante o hino.

Colin Kaepernick
Foto
Colin Kaepernick Reuters/USA Today Sports

A empresa Nike Inc escolheu Colin Kaepernick – o primeiro jogador a ajoelhar-se durante o hino norte-americano em forma de protesto contra o racismo, em 2016 – para ser um dos rostos da campanha Just Do It. A tenista Serena Williams é outra das figuras escolhidas para celebrar os 30 anos da campanha.

Os protestos pacíficos dos jogadores da NFL (liga desportiva profissional de futebol americano) pretendiam denunciar a injustiça racial e a violência policial contra cidadãos afro-americanos.

PÚBLICO -
Foto
DR

“Não me vou levantar para mostrar orgulho por uma bandeira de um país que oprime negros e pessoas de cor”, justificava Kaepernick.

PÚBLICO -
Foto
Colin Kaepernick (ao centro) ajoelhado durante o hino USA Today Sports/REUTERS

Os protestos indignaram o Presidente dos Estados Unidos. Donald Trump afirmou que os jogadores que se ajoelhavam eram “filhos da mãe” e deveriam ser despedidos. E a NFL anunciou que iria multar os jogadores que se ajoelhassem

O jogador Colin Kaepernick – que está desempregado há cerca de um ano – partilhou nas redes sociais uma fotografia sua, a preto e branco, com a citação “Acredita em algo. Mesmo que isso signifique sacrificar tudo” e o logótipo da Nike no final.