João Casimiro Almeida tem 23 anos DR
Foto
João Casimiro Almeida tem 23 anos DR

João Casimiro Almeida, um pequeno-grande pianista em estreia na Casa da Música

Jovem pianista português de 23 anos estreia-se esta terça-feira na Casa da Música, no Porto, com um recital dedicado ao Romantismo

Tem 23 anos, mas não há muito que o denuncie. Chama-se João Casimiro Almeida, é um jovem (muito jovem) pianista português, um pequeno prodígio a quem cabe a responsabilidade de iniciar o Ciclo de Piano deste ano da Casa da Música (CdM).

O músico, natural de Cabeceiras de Basto, sobe esta terça-feira, 9 de Janeiro, ao palco da Sala Suggia, onde pelas 21h se estreia com um recital dedicado ao Romantismo. O programa inclui as interpretações de Gôndola fúnebre n.º1 e Sonata em Si menor, de Franz Liszt, Morte de amor de Isolda, de Richard Wagner, Quatro Baladas op. 10, de Brahms, e Figurações II, de Filipe Pires. Os bilhetes custam entre 10 e 14 euros.

Formado em piano pela Escola Superior de Música e Artes de Espectáculo, no Porto, João Casimiro Almeida concluiu no ano passado o mestrado no mesmo instrumento no Conservatório Nacional Superior de Música e Dança de Paris. Um percurso que se iniciou aos 11 anos e que já o levou a salas de concertos um pouco por todo o país e, até, na Europa, tendo-lhe ainda valido diversas distinções nacionais (como a condecoração da autarquia da sua terra natal) e internacionais (como o Prémio David Russell, em Espanha).

O jovem intérprete concorre agora à próxima edição do Prémio Novos Talentos Ageas, cujos três finalistas de 2017 foram agora apurados. O clarinetista Horácio Ferreira, o pianista Manuel Araújo e o grupo À La Joie, composto pela soprano Marina Pacheco, o barítono Tiago Matos e o pianista Pedro Costa, foram os escolhidos. O vencedor irá será anunciado num concerto final na CdM a 5 de Maio e recebe 5 mil euros.