Festival do Vila Joya celebra dez anos e chega ao fim

"O conceito de festival de gastronomia tem que ser repensado", explica Joy Jung, que criou o Tribute to Claudia em homenagem à mãe.

Dieter Koschina com Joy Jung
Foto
Dieter Koschina com Joy Jung Daniel Rocha

Foram dez anos de Tribute to Claudia, um dos mais importantes festivais gastronómicos de Portugal, no Hotel Vila Joya, no Algarve. No próximo fim-de-semana, entre os dias 10 e 12, três jantares e um almoço na praia, com o chef residente Dieter Koschina e muitos chefs estrangeiros convidados, irão celebrar o fim de um ciclo.

Joy Jung, a mentora do festival, feito em homenagem à sua mãe Claudia, explica que aquele nasceu em 2007 para celebrar os 25 anos do Vila Joya, o hotel criado pelos seus pais em 1978 (Joy prefere chamar-lhe casa), e para homenagear a mãe, “pioneira neste conceito de boutique hotel combinado com a alta gastronomia desde 1982”.

Hoje, passados dez anos, sente que “o conceito de festival de gastronomia tem que ser repensado, pois muitos dos eventos existentes são demasiado comerciais e similares”. No entanto, garante, a ideia de Food CrEATivity, em torno da qual criou o festival, “perdurará no nosso ADN de forma a continuarmos a proporcionar inesquecíveis e incríveis momentos de gastronomia”.

Dieter Koschina, chef do Vila Joya desde os tempos de Claudia Jung, e que conquistou duas estrelas Michelin para o restaurante algarvio, diz compreender e aceitar as razões apresentadas por Joy. “Ao longo destes anos adorei todas as experiências que este festival me proporcionou”, afirma, recordando “as partilhas e cumplicidades de dons culinários com tantos chefs com estrelas Michelin”. Admite que terá “saudades de alguns momentos”, mas assegura também que “a celebração da paixão pela comida vai continuar a existir no dia-a-dia como sempre existiu no Vila Joya”.

Para já, e durante os próximos dias, Koschina não terá tempo para saudades porque estará a preparar a edição de despedida que trará novamente ao Algarve muitos daqueles que foram seus “cúmplices” ao longo destes anos. Assim, o jantar de dia 10 reúne os chefs Eckart Witzigmann, Martin Klein, Jörg Wörther, Tanja Grandits, Michel van der Kroft, Mario Lohninger e Bernard Antony.

Na noite seguinte, juntam-se a Koschina Heinz Reitbauer, Jacob Jan Boerma, Fernando Agrasar, Andrea Berton, Nigel Haworth, Julia Komp, Paul Ivic e Bernard Antony. Finalmente, o último grande momento que marcará a despedida do Tribute do Claudia acontecerá à luz do dia, na praia. O almoço de domingo será criado por Peter Knogl, Jens Rittmeyer, Juan Amador, Jacob Jan Boerma, Martin Fauster, Stefan Heilemann, Sven Elverfeld, Peter Hagen, Bernard Antony e Dieter Koschina.

Os jantares e o almoço custam 350 euros por pessoa (mais 150 com harmonização de vinhos). Existem ainda vários pacotes que combinam os jantares com dormidas no Vila Joya (os preços dependem do número de noites).