Montepio dispara 46% em bolsa

Negociação das unidades de participação do fundo da Caixa Económica Montepio Geral levou títulos para máximos de 14 meses na sessão desta terça-feira.

Foto
Enric Vives-Rubio

“O mercado a funcionar”, foi como uma porta-voz do banco Montepio comentou à Reuters esta terça-feira, 30 de Maio, a subida de 46,23% no valor das unidades de participação da instituição negociadas na praça lisboeta.

Os títulos da Caixa Económica Montepio Geral, liderada por Félix Morgado, atingiram hoje um novo máximo dos últimos 14 meses, fechando a sessão nos 0,62 euros.

De acordo com a agência noticiosa, o equivalente a 110 mil euros em títulos do Montepio mudaram de mãos hoje. A Reuters, que recorda que normalmente os títulos do banco têm pouca liquidez, associa a movimentação fora do comum com “rumores de mercado”, avançados por “alguns operadores” que “um novo accionista português poderá entrar no Montepio”.

Para Paulo Rosa, ‘trader’ da GoBulling, “é difícil dizer o que está a acontecer”, já que o Montepio é um “título com pouca liquidez” normalmente. Citado pela Reuters, o operador afirmou ainda: “Poderá estar associado à especulação que uma instituição vai tomar uma participação no Montepio no futuro, após a mudança de estatuto”. “Mas é só especulação”, afirmou à agência noticiosa.

O banco, recorde-se, está neste momento num processo de alteração do regime jurídico para possibilitar a entrada de novos accionistas. Actualmente é controlado pela Associação Mutualista Montepio Geral, liderada por Tomás Correia, tendo havido demonstrações de interesse, por parte do Governo, numa aproximação com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. Santana Lopes, provedor da SCML, já emitiu várias opiniões – mais e menos distantes – dessa visão.

Segundo a informação avançada pela Reuters esta tarde, a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) já terá questionado o Montepio sobre se há informação nova e relevante que tenha feito disparar os títulos do banco, mas a instituição afirmou ao regulador que não tinha conhecimento de nenhum dado novo.

O PSI20 fechou a sessão desta terça-feira nos 5.279,8 pontos, a ganhar 1,02% face à sessão de ontem, com os CTT (5,26%, para 5,66 euros), Jerónimo Martins (1,79%, para 17,64 euros) e o BCP (mais 1,71%, para 0,23 euros) a impulsionarem o índice português.