Morreu George Michael, o cantor de Last Christmas

O cantor britânico vendeu mais de cem milhões de álbuns, primeiro com a banda Wham! e depois a solo. Morreu aos 53 anos, em casa.

O cantor antes de uma conferência de imprensa, em 2011, na Royal Opera House
O cantor antes de uma conferência de imprensa, em 2011, na Royal Opera House Reuters/STEFAN WERMUTH
O cantor junto à sua casa em Hampstead depois de uma pneumonia na Áustria, em 2011
O cantor junto à sua casa em Hampstead depois de uma pneumonia na Áustria, em 2011 AFP/MAX NASH
George Michael a actuar
George Michael a actuar Reuters/KAI PFAFFENBACH
Na cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos em Londres, em 2012
Na cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos em Londres, em 2012 SERGIO AZENHA / PUBLICO
Em Berlim durante a digressão Symphonica, em 2011
Em Berlim durante a digressão Symphonica, em 2011 Reuters/TOBIAS SCHWARZ
O cantor em 1999
O cantor em 1999 AP/ALASTAIR GRANT
Na apresentação do filme "George Michael: A different story", no festival de cinema em Berlim, 2005
Na apresentação do filme "George Michael: A different story", no festival de cinema em Berlim, 2005 Reuters/TOBIAS SCHWARZ
Fotogaleria

O cantor britânico George Michael morreu, aos 53 anos, noticia a BBC. Nascido com o nome Georgios Kyriacos Panayiotou no Norte de Londres, numa família grega, George Michael vendeu mais de 100 milhões de álbuns, primeiro com a banda Wham!, a partir de 1981, que fundou com Andrew Ridgeley, e mais tarde a solo, numa carreira de quase quatro décadas.

O óbito foi anunciado pelo responsável das relações públicas do cantor. "É com grande tristeza que confirmamos que o nosso amado filho, irmão e amigo George faleceu em casa no período do Natal", disse, numa declaração, citada pela BBC, em que pede para ser respeitada a privacidade da família.

Não há circunstâncias suspeitas em torno da morte do cantor, adianta ainda a BBC.

Anteriormente, Michael teve problemas de dependência de álcool e drogas, sobre as quais chegou a responder em tribunal, em 2010.

No final de 2011, George Michael quase morreu de pneumonia em Viena, na Áustria, onde recebeu tratamento de emergência – teve de ser submetido a uma traqueotomia para continuar a respirar. 

O cantor estava a preparar um documentário para ser publicado no próximo ano, que acompanharia a reedição do álbum de 1990 Listen Without Prejudice Vol. 1, diz o Guardian. Nele participariam Stevie Wonder, Elton John e as supermodelos que entraram no vídeo do síngle Freedom!. O título ainda não definitivo era Freedom: George Michael, e devia ser narrado pelo próprio, e ter convidados como Mark Ronson, Mary J Blige, Tony Bennett, Liam Gallagher, James Corden e Ricky Gervais. 

O álbum Listen Without Prejudice Vol. 1 teve quatro discos de platina no Reino Unido, mas resultou num caso judicial nos Estados Unidos, com Michael a processar a editora discográfica Sony, que acusava de não ter promovido devidamente o seu disco, porque ele tinha decidido mudar de imagem – deixar de ser um sex-symbol, como no início da carreira, com o duo Wham!, e tentar ser uma estrela mais adulta, o que não agradou aos executivos da Sony.

Michael processou a Sony porque considerou que a editora o tentou punir, ao não promover adequadamente o disco, e que o contrato que tinha assinado em 1988 era injusto, ao abrigo da lei britânica e da União Europeia, porque o ligava à editora durante 15 anos e retirava-lhe o controlo sobre a sua própria música e a forma como era vendida e promovida – um problema sentido por outros artistas, como Prince. No entanto, acabou por ser o cantor a perder o caso em tribunal. Chegou a acordo para romper com a editora, mas em 2003 voltou a assinar com a Sony.

No início deste mês, tinha também sido anunciado que o produtor e letrista Naughty Boy estava a trabalhar com George Michael num novo álbum, acrescenta a BBC.

A vida artística de George Michael com os Wham! começou em 1981, e o seu álbum de estreia, Fantastic, chegou ao número 1 dois anos depois. O segundo álbum, Make It Big, fez o mesmo nos Estados Unidos. Incluía o êxito Wake Me Up Before You Go-GO. George Michael cantou no primeiro disco do Band Aid, para combater a fome na Etiópia - Do They Know It's Christmas.

Em 1998, o cantor teve um "coming out" forçado como homossexual, ao ser detido por "comportamento indecente" numa casa de banho de um parque em Beverly Hills, Los Angeles, EUA. Foi condenado a pagar uma multa de 810 dólares e a fazer 80 horas de serviço comunitário, por um acto não especificado, e acabou a falar da sua sexualidade na CNN.

"Sinto-me estúpido, imprudente e fraco por permitir que a minha sexualidade seja exposta desta forma", disse então à televisão norte-americana. "Mas não tenho vergonha [da minha sexualidade], nem acho que deva sentir", afirmou.

Os Wham! separaram-se em 1986 e a carreira a solo de Michael iniciou-se com um dueto com a estrela da música soul norte-americana Aretha Franklin. A partir daí lançou sete álbuns a solo.

Em Portugal, George Michael esteve num concerto em Coimbra, em 2007.