Estado arrecada mais 516,4 milhões de euros em impostos até Novembro face ao mesmo período em 2015

Estado cobrou 35.787 milhões de euros em impostos nos 11 meses deste ano, um aumento de 516,4 milhões de euros face ao período homólogo.

Foto
Nuno Ferreira Santos

O Estado arrecadou mais de 35.700 milhões de euros em impostos até Novembro, um aumento de 516,4 milhões de euros face ao mesmo período de 2015, resultado do aumento da receita com impostos indirectos, segundo a Direcção-Geral do Orçamento (DGO).

De acordo com a síntese da execução orçamental até Novembro, divulgada esta sexta-feira pela DGO, o Estado cobrou 35.787 milhões de euros em impostos nos 11 meses deste ano, um aumento de 516,4 milhões de euros (+1,5%) face ao período homólogo.

A DGO explica este aumento com o "desempenho favorável da receita dos impostos indirectos", que subiram 1.459,9 milhões de euros (7,6%), impulsionados sobretudo pelo crescimento da receita com os impostos sobre os Produtos Petrolíferos (ISP), do Tabaco (IT), sobre o Valor Acrescentado (IVA) e sobre Veículos (ISV).

Por sua vez, a receita com impostos directos caiu 5,9%, com o Imposto sobre o Rendimento de pessoas Colectivas (IRC) a descer 9,7% (411 milhões de euros) e o Imposto sobre o Rendimento de pessoas Singulares (IRS) a diminuir 4,7% (532,7 milhões de euros).