Torne-se perito

FEST 2016 arranca em Espinho com Béla Tarr entre os convidados

Cineasta húngaro fala a estudantes e profissionais antes de descer a Lisboa para um ciclo na Cinemateca.

Foto
O cineasta húngaro Béla Tarr

A partir desta segunda-feira e até dia 27, o Centro Multimeios de Espinho recebe mais uma vez o FEST – New Directors/New Films, que chega em 2016 à sua 12.ª edição. O húngaro Béla Tarr, um dos mais importantes autores do moderno cinema europeu e director do programa Film Factory na Academia de Cinema de Sarajevo, é o convidado de maior peso este ano, depois de em anos anteriores a organização ter trazido a Espinho a actriz vencedora de Óscar Melissa Leo ou Peter Webber, realizador de Rapariga com Brinco de Pérola.

<_o3a_p>

O FEST tem uma pequena secção competitiva, maioritariamente composta de curtas-metragens mas que conta com uma mão-cheia de longas, entre as quais o documentário português Irmãos, dirigido por Pedro Magano, sobre as tradições religiosas da ilha açoriana de São Miguel, já vencedor do festival Caminhos do Cinema Português em 2015 (quarta-feira, 22, às 23h). Estará também presente um dos filmes independentes americanos mais falados dos últimos meses, The Fits, primeira obra de Anna Rose Holmer, história de adolescência ambientada na equipa de dança de um centro social de Cincinnati (terça-feira, 21, às 21h). A abertura é feita esta noite (22h) com a ante-estreia nacional de Tangerine, de Sean Baker, cineasta revelado em Portugal há alguns anos pelo IndieLisboa com Prince of Broadway. <_o3a_p>

Apesar do programa competitivo, o festival de Espinho é essencialmente um evento dirigido aos estudantes e profissionais de cinema, centrado no programa de master classes e formação Training Ground. É no âmbito deste programa que Béla Tarr estará em Portugal, a par de um forte contingente britânico que inclui o realizador Pete Travis (Dredd), o produtor Gareth Wiley (colaborador de Woody Allen), os montadores Joe Walker e Mick Audsley e o director de fotografia Remi Adefarasin, ou do realizador e produtor português Gonçalo Galvão Teles. Aproveitando a sua estadia em Portugal, Béla Tarr descerá igualmente a Lisboa onde acompanhará ao longo de uma semana, a partir de dia 27, um pequeno ciclo na Cinemateca, Encontro com Béla Tarr, cruzando cinco filmes seus com escolhas suas que incluem títulos de Hitchcock, Fassbinder ou do conterrâneo Miklós Jancsó. <_o3a_p>

O programa completo do FEST pode ser consultado no site oficial, e o passe de acesso ao Training Ground custa 49,99 (apenas para o fim-de-semana de 24 a 26) ou 69,99 (para a totalidade do festival) sem alojamento, existindo igualmente a possibilidade de adquirir pacotes com alojamento. Para quem quiser assistir apenas às sessões de cinema, que decorrem no Centro Multimeios de Espinho, os bilhetes custam 2,50. <_o3a_p>

Sugerir correcção