No país da Maria e do João, a Luana e o Diego estão a ganhar terreno

Em 2015 foram registados mais de 4000 nomes diferentes para meninos e meninas em Portugal. No top continuam muitos tradicionais, mas há imensas alternativas.

Maria é o nome mais comum para menina
Maria é o nome mais comum para menina Reuters
Documento com nomes registados no ano passado tem 88 páginas com mais de 2200 opções
Documento com nomes registados no ano passado tem 88 páginas com mais de 2200 opções Pedro Cunha
Fotogaleria

Se teve uma menina em 2015 e lhe chamou Maria, saiba que ela partilhou o nome com outras 5323 crianças, só no ano passado. Este continuou a ser o nome para rapariga mais escolhido pelos pais portugueses. No top das preferências continuam a surgir, sobretudo, nomes tradicionais – porém há mudanças que se começam a notar. Maria é quase dez vezes mais comum do que Luana, mas mesmo assim este último foi o seleccionado para 557 crianças, ficando na 18.ª posição. No caso dos meninos, João voltou a ser escolhido por 1932 pais, mas o nome Diego, por exemplo, ocupou um destacado 26.º lugar, com 584 registos.

Maria e João foram, sem surpresas, e segundo os dados do Instituto dos Registos e Notariado, os nomes mais escolhidos em 2015. No total o documento com todos os nomes registados no ano passado em Portugal tem 88 páginas com mais de 2200 opções para bebés do sexo feminino e 1800 para os do sexo masculino. Mesmo assim, notam-se algumas mudanças discretas nos primeiros dez lugares. A lista não adianta os nomes compostos.

No caso das meninas, o nome Leonor subiu ao segundo lugar, com 1999 registos, e destronou Matilde, que fica agora em terceiro. Beatriz mantém-se num quarto lugar, mas o quinto é agora da Carolina, quando no ano passado era da Mariana, que ficou na sexta posição. Ana e Inês não registaram mudanças, mas Margarida e Sofia trocaram de lugares, cabendo agora a 10.ª posição a esta última.

No que diz respeito ao top 10 dos rapazes, além de João o nome mais comum é Martim, com 1778 registos, depois de ter conseguido 1663 em 2014, ano em que o segundo lugar foi ocupado por Rodrigo. Por isso, Rodrigo acabou por cair para a terceira posição, seguido pelos nomes Santiago e Francisco. Este último caiu do terceiro para o quinto lugar, depois de nos últimos anos ter crescido, numa coincidência (ou não) com o aparecimento do novo Papa. O sexto lugar pertence a Afonso e o sétimo a Tomás, que trocam de posições em relação a 2014. Seguem-se os nomes Miguel, Guilherme e Gabriel, quando em 2014 estes lugares pertenciam a Duarte, Miguel e Guilherme. Esta é, aliás, a principal diferença, com o nome Duarte a abandonar o pódio.

Entre os 30 nomes mais adoptados em 2015, ano em que se conseguiu reverter o ciclo de quebra da natalidade em Portugal, no caso das meninas surgem muitos nomes tradicionais portugueses, como Laura, Francisca, Joana, Madalena ou Mafalda. No entanto, também é já possível encontrar outras opções, como Lara (posto a 916 raparigas), Luana, Bianca, Íris ou Letícia. Praticamente extintas parecem estar as Andreas (seis registos) e as Cátias (20), que ficam quase no fim da lista, ao lado das Judites, Adelaides, Eugénias, Graças, Manuelas e Fernandas. Surgem também 176 Carminhos, contra apenas 23 Carmos.

Nas primeiras 30 escolhas para rapazes estão opções como Gonçalo, Pedro, Tiago, Rafael, Lourenço, Lucas, Salvador, Vicente, Simão ou José. Nestes 30 lugares apenas Diego surge como uma opção menos comum, quando há uns anos estava bem mais abaixo na lista. É preciso descer um pouco mais para encontrar, por exemplo, 346 Enzos, quase em empate com os Luíses. Seguem-se outras escolhas, como Leandro (posto a 248 meninos)  ou Isaac (escolhidos pelos pais de 208 rapazes). Nomes como Jaime e Fernando ainda vão surgindo, mas cada vez menos, tal como Alberto, Amadeu ou Alfredo – que são agora quase tão comuns como Adam ou Angélico.

Quanto a projecções para 2016 ainda é muito cedo, mas sabe-se que os primeiros bebés do ano em Portugal são a Francisca, que nasceu na Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa; o Francisco, no Hospital de Santa Maria, também na capital; e o David, no Centro Materno-Infantil do Norte.

TOP 10 Meninas

  • Maria – 5324
  • Leonor – 1999
  • Matilde – 1889
  • Beatriz – 1268
  • Carolina – 1228
  • Mariana – 1205
  • Ana – 1060
  • Inês – 1001
  • Margarida – 989
  • Sofia – 950

TOP 10 Meninos

  • João – 1932
  • Martim – 1778
  • Rodrigo – 1666
  • Santiago – 1632
  • Francisco – 1593
  • Afonso – 1439
  • Tomás – 1409
  • Miguel – 1271
  • Guilherme – 1187
  • Gabriel – 1143

Veja aqui a lista completa com todos os nomes de 2015