Combates em Donetsk deixam em risco cessar-fogo na Ucrânia

Exército nacional mantém controlo do aeroporto internacional depois de operação concertada dos separatistas. Primeiro-ministro ucraniano acusa Rússia de querer conquistar o seu país.

Fumo negro sobre o aeroporto de Donetsk durante os combates
Foto
Fumo negro sobre o aeroporto de Donetsk durante os combates AFP/PHILIPPE DESMAZES

O Exército ucraniano rechaçou uma ofensiva dos separatistas pró-russos sobre o aeroporto de Donetsk, que é controlado pelas forças nacionais, num violento combate repleto de tiros e explosões que põe em causa o acordo de cessar-fogo assinado por ambas as partes há pouco mais de uma semana, sob mediação internacional.

As dúvidas sobre a viabilidade da trégua foram ainda mais adensadas com as declarações do primeiro-ministro da Ucrânia, Arseni Iatseniuk, que acusou a Rússia de ter montado “um plano para a destruição” do seu país. “Ainda estamos num estado de guerra e o principal agressor é o Presidente da Federação Russa, Vladimir Putin, que quer congelar o conflito no Leste da Ucrânia”, disse o político ucraniano, numa conferência em Kiev com legisladores nacionais e europeus a propósito da intenção do seu Governo de aderir à Nato.

“A Rússia é uma ameaça à segurança da Europa e toda a ordem global”, sublinhou Iatseniuk, considerando que o objectivo de Putin é “conquistar toda a Ucrânia”. “Nestas circunstâncias particulares, a Nato é a única garantia de protecção do país”, considerou. O Governo de Kiev e os seus aliados ocidentais acusam o Kremlin de promover a instabilidade e o conflito no Leste do país, através da distribuição de armamento e financiamento das operações militares dos rebeldes separatistas – que Moscovo desmente.

O único envolvimento que o Kremlin admite é humanitário. Este sábado, uma nova coluna de camiões russos entrou na cidade de Lugansk, dominada pelos separatistas, para alegadamente distribuir 1800 toneladas de bens essenciais à população. Segundo a Reuters, os camiões cruzaram a fronteira sem qualquer dificuldade e sem ser objecto de inspecção – no mês passado, a Ucrânia opôs-se à entrada de um primeiro comboio humanitário vindo da Rússia, com o argumento de que se tratava de um “cavalo de Tróia”.

Os separatistas que controlam a cidade de Donetsk terão lançado uma ofensiva sobre o aeroporto internacional, que desde Junho está nas mãos do Exército nacional, na noite de sexta-feira, disse a BBC. Correspondentes internacionais deram conta de movimentações que descreveram como “uma operação concertada”, com o uso de rockets e de artilharia; ao fim do dia, fontes do Exército garantiam ter repelido os combatentes rebeldes. O porta-voz do ministério da Defesa, Andri Lisenko, disse que um soldado ucraniano e 12 separatistas morreram nas últimas 24 horas, mas não disse onde.

Sugerir correcção