MEC avança com bolsas de 1500 euros anuais para levar mil alunos para o interior do país

Secretário de Estado do Ensino Superior já assinou o despacho que aprova o programa +Superior. Já este domingo serão conhecidos os resultados do concurso nacional de acesso ao ensino superior.

Várias universidades e politécnicos portugueses são parceiros da iniciativa
Foto
Várias universidades e politécnicos portugueses são parceiros da iniciativa Rita Chantre

O Secretário de Estado do Ensino Superior, José Ferreira Gomes, já assinou o despacho, que aguarda agora publicação em Diário da República, que aprova o regulamento do programa + Superior, “uma iniciativa que tem como objectivo atrair candidatos para 12 instituições de ensino superior de regiões do país com menor pressão demográfica”. A ideia é atribuir uma bolsa de mobilidade de 1500 euros anuais a um máximo de mil alunos, sublinha o Ministério da Educação e Ciência (MEC) em nota enviada este sábado à imprensa.

O MEC considera que se contribui “deste modo para a coesão territorial e para a fixação de jovens qualificados no interior do país”. As instituições seleccionadas são a Universidade da Beira Interior (80 bolsas), Universidade de Évora (75), Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (100), Instituto Politécnico de Viana do Castelo (100), Instituto Politécnico de Bragança (100), Instituto Politécnico da Guarda (80), Instituto Politécnico de Castelo Branco (80), Instituto Politécnico de Viseu (80), Instituto Politécnico de Tomar (80), Instituto Politécnico de Santarém (75), Instituto Politécnico de Portalegre (75) e Instituto Politécnico de Beja (75).

Podem ser candidatos ao programa +Superior todos os estudantes inscritos no ensino superior, na sequência de uma colocação na 1.ª, na 2.ª ou na 3.ª fase do concurso nacional de acesso de 2014, num ciclo de estudos de uma das instituições seleccionadas para programa e que, sendo de nacionalidade portuguesa ou de um estado membro da União Europeia e com residência habitual em Portugal, não provenham de um concelho que pertença ao Alentejo Central, Cova da Beira, Douro, Baixo Alentejo, Alto Trás-os-Montes, Beira Interior Sul, Beira Interior Norte, Serra da Estrela, Alto Alentejo, Lezíria do Tejo, Médio Tejo, Minho-Lima, Dão-Lafões.

A candidatura deve ser apresentada entre 10 de Setembro e 10 de Outubro através do sistema online do Programa +Superior no site da Direcção-Geral do Ensino Superior (www.dges.mctes.pt ) e os alunos serão seriados pela ordem decrescente da classificação final do ensino secundário que foi utilizada para a sua colocação no curso em que estão matriculados, esclarece o ministério.