Gallo duplica produção de azeite com investimento de oito milhões

Exportações pesam 70% no negócio da empresa, que tem no Brasil o seu maior mercado.

Gallo produz mais de 30 mil toneladas de azeite
Foto
Gallo produz mais de 30 mil toneladas de azeite Rita Baleia/Arquivo

A Gallo Worldwide investiu oito milhões de euros numa nova linha de produção na fábrica de Abrantes para reforçar as exportações de azeite, que já valem 70% da facturação. O investimento permite duplicar a capacidade de produção, actualmente na ordem das 30 mil toneladas.

“A fábrica tem várias linhas de produção e esta terá um impacto [na produção] e aumenta a capacidade em 50%. A Gallo é a terceira maior marca do mundo [em valor] e o objectivo é subir”, disse ao PÚBLICO Pedro Cruz, presidente executivo.

O Brasil é o principal mercado da empresa, que pertence ao grupo Jerónimo Martins (dono do Pingo Doce e com participação da Unilever Jerónimo Martins). Só depois vem Portugal, Venezuela, Angola, China e Rússia. O investimento, anunciado nesta sexta-feira, “é uma consequência das vendas e não o contrário”, sublinha Pedro Cruz. O presidente executivo da Gallo acredita que as receitas oriundas dos mercados externos vão subir este ano. As vendas em Portugal estão “estáveis”, garante, sem adiantar números.

A empresa começou a vender azeite Gallo na China em 2008 e Pedro Cruz acredita que dentro de uma década será possível ter um “negócio” com relevância nas contas da companhia. Para já, o consumo de azeite a oriente ainda dá os primeiros passos.

Na fábrica de Abrantes trabalham 98 funcionários e o número tem aumentado nos últimos cinco anos.