Redução da prestação da casa chega à Euribor a 12 meses, mas ainda é insignificante

Empréstimos associados à taxa a 12 meses que serão revistos em Maio vão registar primeir recuo desde Dezembro de 2021. Conjuntura trava maiores descidas.

Foto
Prestação dos empréstimos à habitação está a descer de forma muito lenta Manuel Roberto
Ouça este artigo
00:00
05:27

A expectativa de descida significativa das taxas directoras do Banco Central Europeu (BCE) tem sido refreada, e, a reflectir isso mesmo, as taxas Euribor, fortemente influenciadas pelas taxas do banco central, têm registado pequenas variações mensais, com o prazo a 12 meses a situar-se em Abril acima do valor de Dezembro 2023. Ainda assim, as revisões de contratos a realizar em Maio vão trazer pequenas reduções nas prestações, incluindo nos contratos associados à taxa a 12 meses, e isso porque, apesar da recente subida – para 3,703% em Abril, contra 3,679% em Dezembro , o seu valor está ligeiramente abaixo daquele que verificado em Maio de 2023 (3,757%), quando ocorreu a última revisão do contrato.

Os leitores são a força e a vida do jornal

O contributo do PÚBLICO para a vida democrática e cívica do país reside na força da relação que estabelece com os seus leitores.Para continuar a ler este artigo assine o PÚBLICO.Ligue - nos através do 808 200 095 ou envie-nos um email para assinaturas.online@publico.pt.