Governo responde a Bruxelas com três escalões de vencimento para professores contratados

Docentes que não pertencem aos quadros vão poder receber até 1938 euros brutos por mês, mais 350 euros do que agora ganham.

Foto
Proposta discutida com os sindicatos pode valer mais 350 euros por mês aos professores LUSA/TIAGO PETINGA

Os professores contratados, que não pertencem aos quadros do Ministério da Educação (ME), vão passar a ter três escalões de vencimento, em lugar de um único, podendo ganhar até mais 350 euros brutos por mês. Esta solução, que consta da proposta negocial apresentada aos sindicatos na semana passada, tenta responder à Comissão Europeia, que ameaçava levar o Estado português a tribunal por tratamento discriminatório destes docentes.

Sugerir correcção
Ler 36 comentários