Não é possível negociar com Moscovo

Estamos muito longe de qualquer possibilidade de negociações que sirvam os interesses da Ucrânia e os interesses das democracias ocidentais. Que são basicamente os mesmos.

1. “Temos de fazer tudo o que for necessário para que a Ucrânia possa ganhar a guerra.” As palavras são da primeira-ministra finlandesa. Foram ditas na semana passada, em Sidney. Fazem parte da sua intervenção num think-tank australiano, na qual Sanna Marin teve a capacidade de dizer quase tudo o que é preciso dizer sobre a guerra neste momento. “Haverá, um dia, um tempo para a paz. Mas a paz só pode chegar nos termos em que a Ucrânia a definir. É preciso aumentar os nossos esforços para levar a liderança russa a perceber que só pode perder esta guerra – e que a perderá.”

Sugerir correcção
Ler 48 comentários