Escolas acumulam 200 mil computadores por entregar e pagos pelo PRR

Famílias recusam equipamentos porque já têm ou porque não se querem responsabilizar pela máquina que, segundo directores, não tem qualidade. Escolas sugerem extensão do seguro escolar a portáteis.

Foto
A opção pela generalização de entrega de computadores no ensino obrigatório surgiu na pandemia Daniel Rocha (Arquivo)

Um terço dos 600 mil computadores pagos pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) acumulam-se nas escolas porque muitos pais se recusam a receber o equipamento. São cerca de 200 mil máquinas, adquiridas pelo Estado ao abrigo do programa Escola Digital e que, a um mês do fim do primeiro período, ainda estão por entregar.

Sugerir correcção
Ler 28 comentários