Audiências: com cabo e streaming a crescer, noticiário+novela+novela já não é (a única) opção

A velha fórmula das privadas embate no crescimento exponencial das alternativas para os serões nacionais e, pandemia à mistura, isso nota-se nas audiências.

Foto
A Netflix foi o primeiro dos grandes serviços de streaming por assinatura a chegar a Portugal Reuters/Mike Blake

Noticiários, novelas e futebol são a resposta enquistada à pergunta sobre que televisão vêem os portugueses. Mas no último ano, a pay TV escalou entre 6 e 7% de share, aumentando o seu peso nas audiências e roendo os calcanhares aos canais abertos. E a categoria “outros” e “not set”, as alternativas do uso do televisor para jogos ou streaming, rouba sempre mais de meio milhão de espectadores. Ponto de viragem ou uma evolução na continuidade da fragmentação dos públicos?

Sugerir correcção
Ler 4 comentários