Sem grande margem para cumprir propostas económicas, Meloni vai apostar no “politicamente correcto”

A futura primeira-ministra disse as palavras certas para tranquilizar os italianos e Bruxelas, mas falta a prova das acções. Com a sua intervenção limitada em relação às políticas económicas e à política externa, será nas políticas culturais e identitárias que o seu “governo de direita conservadora radical” deverá deixar maior marca.

Foto
Aos 45 anos, Giorgia Meloni vai ser a primeira mulher a governar a Itália Reuters/GUGLIELMO MANGIAPANE

Aos 45 anos, a primeira mulher a governar Itália tem certamente provas a dar, muitos eleitores que não quer desiludir e uma Europa à espera de perceber que tipo de parceiro será o país de Giorgia Meloni. Parte com uma vantagem rara nas últimas décadas na política italiana: tem votos suficientes para governar com tranquilidade.

Sugerir correcção
Ler 41 comentários