A serra da Estrela e o resto do país

Como seria hoje tão facilitado o trabalho dos guardas com a videovigilância e outras tecnologias, no início dos incêndios. Mas, para isso, era precisa a organização que o primeiro-ministro, como ministro da Administração Interna, ajudou a derrubar em 2006.

Isto não pode ser descrito com meias palavras ou subentendidos, de retórica estamos todos fartos. O país vem sendo destruído paulatinamente, ano após ano, sempre tudo envolvido pela tal retórica de falsa eficiência que encobre uma visão e uma estratégia completamente erradas para a sustentabilidade do território – se esta fosse minimamente um objectivo nacional.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários