Fernando Medina e Sérgio Figueiredo acham que os portugueses são parvos

A “implementação” e a “monitorização” das políticas públicas vai caber a um ex-jornalista com um contrato que não pode ser sujeito ao escrutínio público? É natural que Medina precise de mais um assessor de imprensa, mas não pense que somos todos tolinhos.

A ideia de que Sérgio Figueiredo convidou Fernando Medina para ser comentador da TVI por ser seu amigo até não me convence. É normal um director de informação de uma estação de televisão querer como comentador o presidente da Câmara de Lisboa e sucessor indigitado de António Costa (a propósito, alguém já convidou o Carlos Moedas?). Os comentários de políticos no activo ou fora dele dão audiências e, se assim não fosse, nenhuma televisão apostaria um tostão no modelo. Será uma idiossincrasia portuguesa? Talvez. Sendo Sérgio Figueiredo amigo ou não, a decisão de convidar Medina para comentar é uma opção normal de um homem com aquelas funções.

Sugerir correcção
Ler 71 comentários