Incêndios, Sérgio Figueiredo, gasoduto, lucros extraordinários e Marcelo: Costa falou de tudo, mas respondeu pouco

O primeiro-ministro comentou os temas que têm marcado a actualidade, mas não quis responder à polémica contratação de Sérgio Figueiredo pelo Ministério das Finanças, atirando as responsabilidades para Fernando Medina e sublinhando que, “se houver dúvidas, as entidades competentes tratarão delas”.

Foto
O primeiro-ministro comentou os temas da última semana, mas fugiu a respostas concretas LUSA/JOSÉ SENA GOULÃO

Depois de vários dias em silêncio, António Costa voltou às visitas oficiais e, a reboque, aos temas da actualidade. Porém, embora tenha falado durante aproximadamente 40 minutos aos jornalistas numa espécie de conferência de imprensa de rentrée política do chefe do Governo, foram poucas as respostas concretas.

Sugerir correcção
Ler 27 comentários