Sete anos depois, Portugal enfrenta mercados sem as compras líquidas do BCE

Detentores neste momento de metade da dívida pública portuguesa transaccionável, BCE e Banco de Portugal deram esta sexta-feira por concluídas as compras líquidas de dívida de Estados-membros da zona euro. Portugal perde uma ajuda que tem sido importante nos últimos sete anos.

Foto
BCE e Banco de Portugal são detentores de metade de toda a dívida pública portuguesa transaccionável no mercado Johanna Geron

Ao fim de sete anos em que foram, de longe, os principais credores do Estado português, comprando quase 90 mil milhões de euros de títulos de dívida, o Banco Central Europeu e o Banco de Portugal deixaram esta sexta-feira de realizar novas aquisições líquidas de dívida portuguesa.

Sugerir correcção
Comentar