Scholz quer “clube do clima” mas avisa que não vai ser possível “mover montanhas” no G7

O anfitrião da cimeira em Elmau quer lançar a base para um grupo de países que cooperem de forma ambiciosa na luta contra as alterações climáticas.

Foto
Olaf Scholz quer criar um "clube do clima" que tenha o núcleo no G7 mas seja aberto a países com metas climáticas ambiciosas STEPHANIE LECOCQ/EPA

O chanceler alemão, Olaf Scholz, vai ser o anfitrião da cimeira do G7 em Elmau, onde quer deixar a marca do início de algo de novo – um clube do clima, onde países cooperem mais na luta contra as alterações climáticas.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários