ONU diz que foi um tiro israelita que matou a jornalista Shireen Abu Akleh

Conclusão das Nações Unidas segue-se a três grandes investigações jornalísticas. Exército de Israel repete que não tem elementos para dizer quem matou a jornalista de nacionalidade norte-americana e palestiniana.

Foto
Shireen Abu Akleh fazia a cobertura das questões palestinianas para a Al-Jazeera desde 1997 IMAD CREIDI/Reuters

A jornalista da Al Jazeera Shireen Abu Akhleh foi morta por um tiro israelita, concluiu uma investigação das Nações Unidas, anunciou a porta-voz do Alto-Comissariado da ONU para os Direitos Humanos, Ravina Shamdasani.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários