Um SOS ao SNS

O nosso SNS está em ruínas ainda que muitos, politicamente entrincheirados, insistam que não. E Marta Temido, que já mostrou claramente não ser parte da solução, tornou-se parte do problema.

Depois de uma experiência absolutamente traumática no parto do meu primeiro filho, onde fui submetida a três tentativas de ventosas e uma de fórceps tendo acabado numa cesariana emergente, sabia que tinha de ser criteriosa na escolha do local onde nasceria o segundo. Não queria mais costelas fissuradas, não queria mais dores excruciantes e, acima de tudo, não queria que mais nenhum filho meu carregasse consigo, para a vida, as marcas da negligência alheia.

Sugerir correcção
Ler 28 comentários