É fundamental ter profissionais de saúde motivados para o trabalho.

  • É fundamental ter profissionais de saúde motivados para o trabalho.

  • A informação foi avançada nesta sexta-feira em conferência de imprensa após reunião no Ministério das Finanças. Para Roque da Cunha, do Sindicato Independente dos Médicos, o ministro da Saúde "tem sido uma profunda desilusão".

  • Encontro aconteceu desta vez no Ministério das Finanças. Segundo o SIM e a FNAM, o Ministério da Saúde comprometeu-se a, numa nova reunião agendada para dia 18, apresentar uma proposta com todas as matérias até agora discutidas.

  • O relatório do acesso ao Serviço Nacional de Saúde traça uma evolução globalmente positiva. Houve mais consultas e cirurgias. Mas o tempo médio de espera aumentou ligeiramente. As especialidades em que os doentes têm que esperar mais tempo são as de oftalmologia, dermatologia e reumatologia.

  • O bastonário Miguel Guimarães diz que recebeu mais de 300 queixas de médicos na sequência de uma entrevista que Manuel Pinto Coelho deu, defendendo, por exemplo, que as pessoas não usem protector solar. "Fui eu que decidi pedir a intervenção do Conselho Disciplinar."

  • Miguel Guimarães. O bastonário dos médicos recusa que estes sejam uns privilegiados. É uma ideia "das mais erradas que se podem ter". Defende que não ganham o suficiente. E que a partir de certa idade deviam até ter direito a um regime especial. Sobre o ministro, diz que "não está a ser sério".

  • Se o concurso para a contratação dos novos especialistas tivesse avançado, seria possível dar médico de família a mais 380 mil portugueses, dizem sindicatos.

  • Sindicatos reagem mal a proposta do Governo que passa por ter médicos com mais de 55 anos a fazer urgências. “Isto é ultrajante. Nunca um governo tinha ido tão longe numa atitude de confrontação”, diz FNAM.

  • Sindicatos falam de "guerra aberta", acusam ministro da Saúde de posição “pouco séria” e dizem que, com proposta negocial agora apresentada, estão a ser empurrados "para uma nova greve".