Governo não vai pagar “parte significativa” da despesa das autarquias no combate à covid-19

De fora do Orçamento do Estado ficaram duas grandes exigências das câmaras municipais, que queriam receber 156 milhões de euros de gastos com a pandemia e 104 milhões do Fundo Social Municipal.

Foto
Ana Abrunhosa, ministra da Coesão Territorial LUSA/JOSÉ SENA GOULÃO

O Governo não deverá pagar muitas das despesas que as câmaras tiveram para combater a pandemia em 2020. Os municípios reclamavam uma dívida de 156 milhões de euros por parte do Governo – um cálculo validado pelo Tribunal de Contas, sublinha a Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) – e pediam que essa verba fosse incluída no Orçamento do Estado para 2022 (OE2022).

Sugerir correcção
Ler 11 comentários