“A Suécia começou a abandonar a neutralidade há mais de 25 anos”

Krister Pallin, analista de Defesa sueco, diz que a adesão de Suécia e Finlândia à NATO serve para precaver um eventual ressurgimento militar da Rússia e desvaloriza objecções actuais da Turquia: “É natural que os países usem uma situação destas para alcançar objectivos”.

Foto
A primeira-ministra sueca, Magdalena Andersson, foi esta quinta-feira recebida por Joe Biden na Casa Branca EPA/OLIVER CONTRERAS / POOL

Sugerir correcção
Ler 1 comentários