• Organismo sueco revelou que a entrada de portugueses na Suécia atingiu novo máximo. No ano passado, 380 portugueses foram para o país nórdico.

  • O caso voltou à ordem do dia devido às acusações das agências norte-americanas de informações contra a Rússia.

  • Polícia revela que uzbeque, procurado pelas autoridades desde Dezembro, já tinha manifestado simpatia pelo Daesh.

  • Polícia diz que "há indícios muito fortes" de que o único detido será o condutor do camião que matou quatro pessoas - um dos quais belga - e feriu 15.

  • Primeiro-ministro diz que terroristas "não vão conseguir" mudar o modo de vida dos suecos. Polícia diz que suspeito detido, nascido no Uzbequistão, já tinha aparecido no seu radar.

  • Polícia sueca diz estar cada vez mais certa de que o homem detido era o condutor do camião e confirma que havia um engenho suspeito dentro do veículo.

  • Dento do camião usado em Estocolmo foi encontrado um saco com explosivos, que não foi detonado.