A Azovstal desenhou o rumo da guerra, mas em Mariupol ninguém venceu

Os “heróis da Ucrânia”, como Zelensky descreve os soldados que resistiam na fábrica Azovstal, obrigaram Moscovo a mudar de estratégia. Ainda assim, após quase três meses de combates, Mariupol passou para mãos russas.

Foto
Veículos militares russos seguiram, nesta terça-feira, os autocarros que transportavam os soldados ucranianos até território controlado pelo Kremlin EPA/ALESSANDRO GUERRA

Sugerir correcção
Ler 66 comentários