O Porto quer alavancar a economia da cidade com 600 milhões de euros

O Plano Estratégico de Desenvolvimento Económico do Porto, que tem como horizonte o ano de 2030, foi apresentado nesta sexta-feira. O documento que serve de guia aberto tem como pano de fundo as alterações climáticas e o objectivo de atingir a sustentabilidade energética, tendo a cidade como motor de uma mega-região.

Foto
Paulo Pimenta

Até 2030, o Porto estima investir cerca de 600 milhões de euros para alavancar a economia da cidade. Esta meta foi definida pelo Plano Estratégico de Desenvolvimento Económico do Porto (PEDE), apresentado na tarde desta sexta-feira no Auditório do Super Bock Arena - Pavilhão Rosa Mota. Designado por Pulsar, este esforço colectivo, fruto da auscultação de perto de uma centena de entidades portuenses e com sede em municípios vizinhos, será financiado em 50% pela autarquia – a outra metade terá proveniência em fundos comunitários.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários