A obsessão tributária do PS

Se avançar, o novo imposto sobre empresas com lucros “aleatórios e inesperados” corresponderá ao primeiro grande erro da nova governação socialista, não augurando nada de bom para os próximos quatro anos.

Durante o debate sobre o programa de Governo, o novo ministro da Economia decidiu tirar um coelho da cartola: o Governo está a ponderar a possibilidade de avançar com um novo imposto sobre as empresas que registaram lucros “aleatórios e inesperados” nos últimos meses. Este novo imposto, a avançar, corresponderá ao primeiro grande erro da nova governação socialista, não augurando nada de bom para os próximos quatro anos.

Sugerir correcção
Ler 32 comentários