Em Angola, a grandeza das quase desconhecidas cataratas de Calandula

Medem 105 metros de altura, têm uma extensão de 400 metros. São as segundas maiores quedas de água do continente africano e provavelmente as quartas maiores do mundo. Mas estarão no primeiro lugar das mais desconhecidas e no das menos visitadas. Pelo caminho, descobrimos também o “milagre” da Pousada de Calandula.

natureza,luanda,viagens,fugas,turismo,angola,
Fotogaleria
Cataratas de Calandula Carlos Cipriano
natureza,luanda,viagens,fugas,turismo,angola,
Fotogaleria
Cataratas de Calandula Carlos Cipriano
natureza,luanda,viagens,fugas,turismo,angola,
Fotogaleria
Cataratas de Calandula Carlos Cipriano
natureza,luanda,viagens,fugas,turismo,angola,
Fotogaleria
Cataratas de Calandula Carlos Cipriano
natureza,luanda,viagens,fugas,turismo,angola,
Fotogaleria
Cataratas de Calandula Carlos Cipriano
natureza,luanda,viagens,fugas,turismo,angola,
Fotogaleria
Cataratas de Calandula Carlos Cipriano
natureza,luanda,viagens,fugas,turismo,angola,
Fotogaleria
Cataratas de Calandula Carlos Cipriano
,Cachoeira
Fotogaleria
Cataratas de Calandula Carlos Cipriano
natureza,luanda,viagens,fugas,turismo,angola,
Fotogaleria
Cataratas de Calandula Carlos Cipriano
natureza,luanda,viagens,fugas,turismo,angola,
Fotogaleria
Cataratas de Calandula Carlos Cipriano
natureza,luanda,viagens,fugas,turismo,angola,
Fotogaleria
Cataratas de Calandula Carlos Cipriano
natureza,luanda,viagens,fugas,turismo,angola,
Fotogaleria
Musselenge Carlos Cipriano
natureza,luanda,viagens,fugas,turismo,angola,
Fotogaleria
Na pousada de Calandula Carlos Cipriano
natureza,luanda,viagens,fugas,turismo,angola,
Fotogaleria
Na pousada de Calandula Carlos Cipriano

O todo-o-terreno irrompe por uma estrada que em tempos foi asfaltada, ziguezagueando por entre restos de alcatrão, terra batida e buracos onde cresce vegetação. O pôr do Sol acaba de proporcionar mais um daqueles fantásticos espectáculos naturais africanos – a bola de fogo a desaparecer no horizonte incendiando o céu e a terra, o vermelho a mudar de tons a oeste e o escuro, ameaçador, vindo de leste a tomar conta de tudo.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários