Os nossos netos vão ter saudades do tempo das framboesas

Não consigo deixar de dar um saltinho em parafuso cada vez que compro framboesas frescas num supermercado. Sejamos claros: compramos muitas e comemos todas. Não é uma paixão. Não é sequer um vício. São um baluarte, como o café da manhã. Ou o pão.

Foto
"Haver framboesas todo o ano confunde-me imenso". MARIA KALLIN/GETTY IMAGES

As saudades de boca são as melhores. Doem menos do que as outras porque as memórias são doces. Não são complicadas nem desmentidas. Algumas deixam um sabor que dura para sempre nas paredes da boca. E nem sequer precisam de ser comidas outra vez.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários