Rússia desiste de tomar Kiev, mas a ordem é esperar para ver

Depois de falhado o assalto à capital ucraniana, forças russas concentram-se noutras regiões. Pela primeira vez houve progressos nas negociações entre russos e ucranianos na Turquia.

Foto
O vice-ministro da Defesa russo, o general Alexander Fomin, depois do encontro com a delegação ucraniana KEMAL ASLAN/Reuters

Sugerir correcção
Ler 22 comentários