Países europeus expulsam diplomatas russos por suspeitas de espionagem

Bélgica, Irlanda e Países Baixos foram os mais recentes países a juntar-se à vaga de expulsões, justificada com a necessidade de garantir a segurança interna. Actividades de espionagem russa crescem a um ritmo que os serviços secretos ocidentais não conseguem acompanhar.

Foto
O ministro dos Negócios Estrangeiros neerlandês, Wopke Hoekstra Bart Maat/EPA

Sugerir correcção
Ler 2 comentários