Erro do MAI obriga polícias a devolver mais de 700 mil euros do “subsídio covid”

Ministério da Administração Interna diz que houve pagamento indevido de valores do subsídio extraordinário de risco atribuído no âmbito do combate à pandemia. Associação dos Profissionais da Guarda (APG-GNR) apresentou queixa à tutela e fala em milhares de profissionais afectados.

Foto
Foi em Abril de 2021 que houve “um maior empenhamento do efectivo em situações de exposição ao risco” Rui Gaudêncio

Há elementos das forças de segurança que tiveram de devolver o subsídio de risco atribuído no âmbito do combate à pandemia. Em causa está o pagamento indevido a elementos que não cumpriam os critérios para o poderem receber, diz o Ministério da Administração Interna (MAI) ao PÚBLICO. A situação diz respeito ao período entre Janeiro e Junho do ano passado e em causa estão 771.455,67 euros. Em relação a todo o ano passado, o MAI pagou às forças e serviços de segurança 1,9 milhões.

Sugerir correcção
Ler 6 comentários