CEO da Galp: “Não há suficiente gás natural liquefeito disponível para substituir todo o gás russo”

O presidente executivo da Galp, Andy Brown, dá a sua perspectiva sobre a actual crise energética e os efeitos energéticos da escalada de tensão nas fronteiras da Ucrânia, numa entrevista ao PÚBLICO que será publicada na íntegra na edição de sexta-feira.

empresas,economia,galp,combustiveis,russia,energia,
Fotogaleria
Presidente da Galp lembra que "durante a Guerra Fria o gás correu alegremente da Rússia para a Europa". Daniel Rocha
empresas,economia,galp,combustiveis,russia,energia,
Fotogaleria
Daniel Rocha
empresas,economia,galp,combustiveis,russia,energia,
Fotogaleria
Daniel Rocha

Para o presidente executivo da petrolífera portuguesa, “ironicamente, estes preços altos [do gás] têm sido bastante negativos para a Galp”. Andy Brown explica ainda que o preço do petróleo está “demasiado alto e isso não é bom”.

Sugerir correcção
Ler 8 comentários