António Costa diz que Estado deve “um pedido de desculpas” aos emigrantes que vão ter de repetir o voto

À chegada da reunião do PS, António Costa afirmou que o Estado deve um pedido de desculpas a todos os que viram os seus votos anulados. Sobre o atraso causado pela decisão, o primeiro-ministro diz que o Governo em gestão está a fazer um esforço para aprovar o OE2022 no mesmo dia em que o programa de Governo for discutido.

Foto
António Costa recebeu os partidos ao longo do dia em São Bento LUSA/MÁRIO CRUZ

À chegada à sede do PS, que ontem à noite reuniu a sua comissão política, António Costa, o secretário-geral do PS e primeiro-ministro lamentou os problemas com os votos dos emigrantes e afirmou que é necessário fazer um pedido de desculpas a todos aos cerca de 157 mil eleitores portugueses pelo círculo de emigração da Europa, cujos votos foram anulados.

Sugerir correcção
Ler 78 comentários