Com Putin em Pequim, os laços reforçados entre a Rússia e a China revelam-se uma dor de cabeça para os EUA

O Presidente russo encontra-se com Xi Jinping esta sexta-feira para estreitar as suas relações com a China numa altura em que os dois países enfrentam ameaças de sanções do Ocidente. Apesar das suas divisões, há quase uma “união militar” entre a Rússia e China que faz ecoar os tempos da Guerra Fria.

Foto
Encontro entre Putin e Xi será o primeiro em quase dois anos Reuters/Sputnik Photo Agency

Enquanto os governos ocidentais dão tudo para tentar prever as intenções de Vladimir Putin em relação à Ucrânia, a China será um dos países que terá a melhor vista: o Presidente russo vai estar esta sexta-feira em Pequim para a cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno e para conversações com o seu homólogo chinês.

Sugerir correcção
Ler 13 comentários