Editora dos Países Baixos suspendeu impressão do livro Quem Traiu Anne Frank?

Críticas e dúvidas sobre o trabalho levado à estampa pela canadiana Rosemary Sullivan justificam a decisão da Ambo Anthos. Livro tem edição portuguesa anunciada para 8 de Março.

Foto
EPA/Sem van der Wal

Duas semanas passadas sobre o lançamento, nos Estados Unidos e em vários outros países, do livro The Betrayal of Anne Frank: A Cold Case Investigation, a prometer revelar quem, afinal, terá denunciado às autoridades nazis o paradeiro de Anne Frank (1929-1945) e da sua família em Amesterdão nesse malfadado dia 4 de Agosto de 1944, a editora neerlandesa Ambo Anthos decidiu suspender a impressão da obra de Rosemary Sullivan. Reagiu assim às muitas críticas e dúvidas manifestadas, a partir de diferentes origens, perante as conclusões aventadas pela escritora canadiana (autora da biografia A Filha de Estaline, edição portuguesa na Temas e Debates), e que apontam para a culpabilidade de Arnold van den Bergh, um abastado notário judeu que assim terá tentado evitar a sua própria deportação.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários