António Costa foi aos Açores acenar com o fantasma da “direita unida” no poder

O PS começou a campanha eleitoral nos Açores, onde o Governo Regional é apoiado por cinco partidos de direita, incluindo o Chega. António Costa criticou as “aventuras da direita” e salientou que “ninguém ganha as eleições nas sondagens”.

Foto
António Costa começou a campanha eleitoral nos Açores LUSA/MIGUEL A. LOPES

O dia um da campanha socialista rumo às legislativas de 2022 arrancou nos Açores, o local idílico para o PS apelar à maioria e acenar com o fantasma de a direita se unir para conquistar o poder, tal como aconteceu no arquipélago, cujo Governo Regional, do PSD, CDS-PP e PPM, é apoiado no parlamento pelo Chega e pela Iniciativa Liberal.

Sugerir correcção
Ler 4 comentários